Reestruturação organizacional: como funciona e quando fazer na sua empresa?

Toda empresa tem a sua estrutura organizacional, que é o sistema que permite o seu funcionamento. Quando essa sustentação está bem desenvolvida, o negócio se posiciona de forma competitiva no mercado e tem boas chances de crescimento.

No entanto, se ela apresenta problemas e existe a necessidade de implementar grandes transformações, a reestruturação organizacional é um caminho. Para ter sucesso nesse processo, é fundamental conhecer mais sobre o conceito e os passos necessários para colocá-lo em prática.

Quer saber mais? Confira a seguir algumas informações importantes a respeito da reestruturação organizacional e seu impacto para as empresas!

O que é reestruturação organizacional?

Como vimos, as empresas têm a sua estrutura e é por meio dela que os resultados podem ser alcançados. Assim, a estrutura abrange aspectos essenciais para o funcionamento de uma organização, como:

  • capital humano — envolve as habilidades técnicas, o relacionamento interpessoal e a cultura que a empresa pretende inspirar em seus colaboradores;
  • objetivos e estratégias políticas — são as metas do negócio e como elas impactam na atuação da equipe;
  • infraestrutura e tecnologia — compreende a tecnologia incorporada pela companhia e os recursos que participam do processo produtivo;
  • fatores externos — são todos os elementos que estão fora da organização e que não podem ser controlados, mas precisam ser considerados.

Assim, a reestruturação organizacional é uma mudança global nessa estrutura da empresa, que visa atender a algum objetivo. É comum que organizações de diferentes portes passem por esse processo uma ou mais vezes em sua trajetória. Afinal, o mercado é bastante dinâmico.

Por que fazer a reestruturação organizacional?

Como você viu, o processo de transformação na empresa pode ter muitas motivações. As mais frequentes são:

  • solucionar algum problema de pessoal;
  • otimizar o uso dos recursos financeiros;
  • aumentar os lucros;
  • melhorar a infraestrutura;
  • atualizar o produto/serviço.

Duas ou mais dessas metas também podem estar integradas. O importante é ter clareza sobre o que se pretende alcançar com a reestruturação, pois isso guiará o planejamento e a execução.

Qual a importância de realizar esse procedimento?

Uma empresa deve trabalhar em sintonia com o mercado. Nesse sentido, a estrutura organizacional tem a missão de possibilitar o cumprimento dos ideais, mantendo a competitividade. A reestruturação é um processo complexo, mas que ajuda a solucionar problemas nesse alinhamento.

Ela também pode ser uma forma de melhorar o desempenho dos profissionais. Quando focada no organograma da empresa, por exemplo, possibilita especificar as funções dos colaboradores. Assim, indica ações necessárias para os gestores, aprimora o trabalho da equipe e melhora o ambiente.

Efetivamente, um bom planejamento de reestruturação pode transformar de forma positiva a empresa e garantir excelentes resultados. Alguns aspectos que tendem a ser beneficiados são a eficiência organizacional, os processos internos e o uso dos recursos financeiros.

Quando a reestruturação organizacional é necessária na empresa?

Ciente do que é esse conceito e da sua importância, é preciso saber identificar o momento de a gestão empresarial optar pela sua reestruturação. Vale reforçar que esse procedimento é complexo, por isso, há a chance surgir alguma resistência da equipe.

Em muitos casos, mudanças pontuais podem ser suficientes para obter bons resultados. No entanto, é preciso avaliar quando há a necessidade de implementar alterações maiores.

Conheça alguns sinais que indicam que uma reestruturação precisa ser feita!

Problemas com o orçamento

Se o orçamento está muito comprometido, há dívidas ou a margem de lucro está muito baixa, é preciso identificar o problema e buscar uma solução. É muito perigoso não conhecer a situação financeira da empresa, pois ela pode estar perdendo dinheiro sem que a gestão saiba disso.

Alta rotatividade de pessoal

A contratação de profissionais tende a ser um processo oneroso e desgastante. Por isso, uma alta rotatividade de pessoal costuma ser um problema para as empresas. Afinal, compromete os objetivos e reduz o envolvimento de todos com a organização.

Baixa nas vendas

Se a sua empresa vem apresentando resultados abaixo da média ou se existe a intenção de impulsionar o desempenho, pode ser necessário se reestruturar. Existem muitos fatores que provocam essa queda no desempenho. Assim, é primordial identificar as causas.

Ineficiência nos processos internos

Manter os processos internos bem alinhados e em bom funcionamento é essencial. Com efeito, são eles que viabilizam o crescimento. Como são muitos processos e eles estão interligados, é importante conhecer e acompanhar todos eles em uma reestruturação.

Como realizar uma reestruturação organizacional?

Para colocar em prática todas as mudanças que vimos até aqui, é preciso observar alguns passos que aumentam as chances de ter sucesso. Confira dicas para realizar a reestruturação!

Conheça a empresa

O ideal é acompanhar o desempenho do negócio constantemente. Se esse não for o caso da sua organização, a primeira atitude para realizar a mudança — ou mesmo para identificar a necessidade da reestruturação — é ter um conhecimento profundo e minucioso sobre a empresa.

Para isso, é essencial ter métricas, pois elas darão o embasamento para o seu planejamento. Ao avaliar a situação atual, será possível identificar os pontos de melhoria.

Determine as metas

Ao identificar os problemas, também será possível visualizar as oportunidades de aprimoramento para a sua empresa. A partir dessas informações, você terá conhecimentos suficientes para definir as metas de maneira realista.

Planeje as ações

Esse é o momento de pensar no que pode ser feito para corrigir as falhas e impulsionar o crescimento da empresa, de acordo com as metas. O planejamento precisa ser completo e objetivo, indicando o prazo para cada ação e também as atribuições para os cargos.

Implemente as mudanças

Após todos os passos anteriores, é preciso colocar em prática as mudanças que foram projetadas. Envolver a equipe nessa etapa é essencial. Pode ser necessário realizar treinamentos e reorganização das funções para atender ao planejamento.

Considere, ainda, a necessidade de adotar novas métricas para observar os resultados das ações. Nesse percurso, pode ser preciso repensar os planos quando um ponto não sair como o esperado. Porém, com um bom planejamento, será possível se ajustar sem grandes dificuldades.

Você viu que a reestruturação organizacional é uma estratégia que ajuda a solucionar os problemas que impedem o crescimento de uma empresa e alavancar os seus resultados. Portanto, avalie a situação atual do seu negócio e estude a possibilidade de renovar a sua estrutura.

Para realizar esse processo de forma assertiva, você pode contar com a assessoria da Martinez & Calvo Palestras, Treinamentos e Finanças. Converse conosco e tire suas dúvidas!

Abraços!

Equipe Martinez & Calvo


Uma equipe não é apenas um conjunto de pessoas, é uma união de experiências e habilidades individuais, que em conjunto constroem toda uma base necessária para evolução e resultados. A nossa equipe, não é diferente, cada membro é um pilar essencial que sustenta a empresa e seus serviços. 

Somos a Martinez & Calvo Consultoria e Treinamento, empresa prestadora de serviços na área de finanças, negócios e economia, trabalhamos na capacitação e desenvolvimento de entidades públicas e privadas e gostamos de dizer que somos um território de aprendizagem e vivências profundas com mais de 10 anos de experiência e atuação.

Compartilhe com:


Leave us a Message