Tudo o que você precisa saber sobre Renda Passiva

Quem nunca sonhou em ter aquele dinheirinho caindo todo dia em sua conta?

Ganhar alguns centavos enquanto dorme… Vamos fazer uma conta rápida: Se você ganhasse 2 centavos toda noite, em 30 anos você teria acumulado mais de 20 mil reais. Imagine ganhando 10, 20 ou 100 toda noite!

Tenho um segredinho para contar a você: É possível criar fontes de renda que geram muito mais do que isso. Quer saber como?

Algumas pessoas estão chorando pela crise brasileira, outras estão aproveitando e vendendo lenço!

Continue lendo este artigo, pois até o final, você vai descobrir como fazer o dinheiro trabalhar para você, enquanto você dorme ou passeia com seu cachorro.

Chega de conversa fiada

Dependendo da cultura em que estamos inseridos, é comum acreditar que seja algo de outro mundo, criar fonte de renda que gere dinheiro de forma automática.

Ou, que isso depende de sorte de ter uma herança milionária que rende juros no banco. Mas na realidade, é muito simples do que você imagina.

Renda passiva é o nome dado para a fonte de renda que é gerada sem depender do seu trabalho. Isto é: Permite que você crie dinheiro, sem que dependa diretamente de seu próprio trabalho.

Criar fontes de renda passiva, está entre as formas mais interessantes de se construir a própria segurança financeira.

Existem vários modelos de renda passiva, principalmente hoje, com a ascensão da internet, que possibilitou a criação de várias formas de geração de renda diferentes.

Até o final do artigo, você vai entender esses modelos, mas antes, é importante que você fique por dentro de alguns detalhes.

 

Planejamento e objetivo

Como qualquer outro projeto na vida, é importante planejamento. É necessário saber onde quer chegar, quanto de renda você pretende ter, e em quanto tempo. Renda passiva é construída devagar, sem pressa.

Além disso, é importante saber o porquê você está construindo. É para ter segurança financeira? Para pagar as suas viagens? Para te dar mais lazer e liberdade? Auto-realização?

Defina e entenda o seu propósito com a construção de uma nova fonte de renda.

Quando começar

Essa é uma dúvida pertinente, e talvez, não exista resposta certa. Entenda o seguinte: Quanto antes você começar, mais cedo você terá domínio sobre isso.

Como a construção de renda passiva foge do modelo de dinheiro comum da sociedade, irá depender bastante de seu modelo mental sobre isso. Os hábitos construídos e aprendizado adquirido fazem total diferença.

O importante, é dedicar-se um pouquinho periodicamente. Seja diária o semanalmente. Dependendo do modelo que você pretende seguir, poderá exigir mais ou menos de você!

Pense no longo prazo

Fontes de renda passiva podem gerar grandes quantias financeiras, mas não significa que seja da noite para o dia. Em alguns casos, você passará algum tempo dedicando sua energia, sem ter retorno, e até mesmo investindo seu próprio dinheiro.

E aqui vem a importância de se ter uma boa educação financeira, para entender que fontes de renda passiva são ATIVOS, que é tudo aquilo que GERA dinheiro (e não te tira dinheiro).

A propósito, não confunda RENDA PASSIVA com PASSIVO. Passivo são bens e compras que fazemos que precisam de manutenção, ou que precisam de nosso investimento, sem retorno previsto.

RENDA PASSIVA é um ativo; trata-se de um investimento financeiro que tem o objetivo de nos dar retorno.

Modelos de renda passiva

Veja exemplos de construção de renda passiva que você pode construir

Investimentos financeiros

Talvez o modelo mais comum. Quando você investe seu dinheiro periodicamente, e este dinheiro rende uma pequena porcentagem que gera o seu retorno financeiro.

Existem pessoas mais conservadoras (as que investem em fontes de renda fixa com menor risco por exemplo), e as com perfil mais agressivo, que investem em fontes de renda com mais risco, como a compra de ações de empresas, mas que podem gerar um maior retorno).

Projetos autorais

Pelas leis da maioria dos países, e principalmente do Brasil, a menos que você entregue seus direitos de autor para outra pessoa, de forma expressa, ninguém pode tirar de você seus direitos de autor. Ou seja: Tudo o que você faz, é seu por direito.

Com isso, você pode obter rentabilidade em troca do uso de obras suas. É o que acontece com autores de livros, músicos compositores que tem suas músicas gravadas por outros artistas, escrita de roteiros, e por aí vai.

Pensando na internet, se você gosta de escrever, você pode escrever e-books, que é uma forma barata e simples de colocar um projeto seu em evidência.

Sites, portais e aplicativos

Ainda no mundo da tecnologia, você pode desenvolver (ou contratar um freelancer ou uma empresa) um sistema, um site, um portal de informação ou aplicativo para celular, e cobrar mensalmente.

Esse tipo de conteúdo, garante um retorno financeiro constante, periodicamente, e com o tempo pode se tornar uma ideia milionária.

Naturalmente, todo projeto grande, necessita de equipe, de trabalho, de investimento. É tudo uma questão de habilidade e gestão de negócios.

É um modelo muito interessante para quem gosta do mundo empreendedor.

Ainda paralelo a este assunto, você pode ganhar com anúncios.

É o que acontece com os Youtubers e bloggers, que ganham alguns centavos por visualização, o que se torna uma renda considerável quando o projeto cresce.

Conclusão

A construção de uma fonte de renda passiva faz parte da saúde financeira das pessoas, se isso fizer parte do seu planejamento financeiro, com certeza, você se sentirá mais tranquilo, e principalmente, realizado.

E não é tão difícil quanto pode parecer. Basta um pouco de planejamento, visão de longo prazo e mãos à obra para construir algo incrível em sua vida!

Beijocas carinhosas!!!

Janaina

Compartilhe com:


Leave us a Message